Domingo, 18 de Julho de 2004

Introdução

amor_tn01.gif
Como outras tantas cidades do mundo, a capital da minha terra também tem os chamados meninos ou crianças de rua. Nessa minha terra longínqua e, com tantas incongruências e displicências verbais, entendeu-se que a questão das crianças de rua não era um fenómeno social semelhante a tantos outros que infelizmente é patenteado em outras cidades deste mundo, e, optou por considerar um problema social provisório decorrente da guerra que nos ensombrava, denominando-os de deslocados. Simples crianças, simplesmente deslocadas das suas zonas de origem. Estes são os deslocados da minha terra que após a guerra ainda os há, enxameando as ruas, hoje mais que nunca. Ainda ontem ouvi chamarem-los deslocados. Hoje, um morreu como delinquente deslocado. Deslocado de si, da sociedade que o abortou e expurgou. Deslocado na maturidade e sofrimentos excessivos para a sua idade... Poderá ser o sofrimento proporcional a idade? Poderíamos impedir que o sofrimento atingisse as nossas crianças? Poderíamos emitir algo semelhante a um Bilhete de Identidade, em que cada criança pudesse sorridente e orgulhosamente exibir dizendo: " Eu sou criança e mereço aprender a crescer "; uma espécie de pacto social em que nós, os adultos, nos obrigaríamos a cumprir escrupulosamente perante qualquer criança, não apenas porque somos pais, avós, tios, amigos… mas apenas porque eles são crianças?
Nada nos dá o direito de nos abstermos de cuidar das nossas crianças e, tudo nos obriga a dar-lhes o direito de aprenderem a crescer, no seu tempo e no seu ritmo... serem apenas crianças.
PS: Há quem me chame utópico. Mas eu rio-me porque a certeza de que é possível e alcançável o que vos falo, essa, já nasceu comigo.

publicado por Lancelote às 19:13
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 4 seguidores

.pesquisar

 

.Dezembro 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Psiu

. Por trás das palavras

. Por amor

. Desencontros

. Faltas-me

. Ausência

. Enquanto há

. Um afundar no amar-te

. O Rosto da Chuva já tem l...

. O Rosto da Chuva

.arquivos

. Dezembro 2014

. Julho 2014

. Fevereiro 2012

. Outubro 2008

. Maio 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

.tags

. todas as tags

SAPO Blogs

.subscrever feeds