Sexta-feira, 2 de Maio de 2008

Ausência

Foto: Guilherme Limas

 

já não tenho o rito de encarreirar palavras
nascê-las em mim e faze-las navegar por rios de tinta.
já não tenho a nostalgia a destapar uma pestana do crepúsculo
desfolhar o entardecer entrançado entre a geometria de sombras de persianas velhas
encravadas nas pálpebras das janelas de um casebre
 
já não tenho o caiar do cheiro nas paredes graffitadas de relentos
mostrá-las minhas, confessá-las tuas (ainda é-me difícil não falar de ti)
transparecer o mesmo olhar numa outra vida
gritar por outra voz o mesmo grito
amachucar a alma para que me caiba noutro corpo
 
amordaço a vida para que não me doa além, num outro passo.
sem mares nem ares que me corroam… esvoaço.
livre na gávea de um mastro sobre ondas de veludo
gritando para dentro de mim um sopro que não me doeu ali.
o rito de bajular a vida é o mesmo de adejar a liberdade do aceno
 
se ao menos hoje ainda te pudesse ter mesmo que aos pedaços,
por frestas a borboletares-me na liturgia das estações do ano.
se ao menos hoje não paralisasse no Inverno em que partiste,
e ao menos o gesto parasse e estagnasse naquele último beijo
eu incrustaria o momento no tempo para que não me doesse um ano inteiro.
 
 
 
Palavras vindas de um sopro ao ouvido
que boiaram leves como um beijo,
quietas como uma recordação
numa manhã aposentada no entreposto de uma vida.
Toca-me enquanto ainda vivo.
 
RdN
29/04/2008
Cidadela
10h48m

 

sinto-me: ???
música: The Cure - Boys Don´t Cry

publicado por Lancelote às 08:25
link do post | comentar | favorito
5 comentários:
De hfm a 2 de Maio de 2008 às 12:10
"já não tenho o rito de encarreirar palavras
nascê-las em mim e faze-las navegar por rios de tinta."

todo este poema o desmente. Belíssimo!


De Arte por um Canudo a 7 de Maio de 2008 às 22:30
Tem um sentido inexplicável mas que é lindo e profundo é.


De aflores a 22 de Maio de 2008 às 00:31
Uma "ausência" sempre presente.

Grande abraço


De incognitus a 2 de Novembro de 2008 às 01:56
nostalgia de outra vida vivida?? explícito...


De Lueji Dharma a 14 de Novembro de 2009 às 09:49
Muito lindo o teu blog...
Pena que não continues a publicar com periodiciade...
A Ngonguita fala tanto do teu livro que desconheço que acabei por encontrar o teu blog...
Bjs
Lueji Dharma


Comentar post

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 4 seguidores

.pesquisar

 

.Dezembro 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Psiu

. Por trás das palavras

. Por amor

. Desencontros

. Faltas-me

. Ausência

. Enquanto há

. Um afundar no amar-te

. O Rosto da Chuva já tem l...

. O Rosto da Chuva

.arquivos

. Dezembro 2014

. Julho 2014

. Fevereiro 2012

. Outubro 2008

. Maio 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

.tags

. todas as tags

SAPO Blogs

.subscrever feeds